sexta-feira, 17 de julho de 2015

FENG SHUI | ENTENDA MAIS - COMO APLICAR O BAGUÁ

por Adriana Scartaris

Conheça melhor este arquétipo utilizado no Feng Shui e todos os simbolismos que contidos em seus oito lados


BAGUA : “Instrumento” utilizado para delimitar as áreas a serem trabalhadas pelo Feng Shui
Visualizando o bagua como um todo, podemos notar a relação que existe entre as casas, tanto no mundo físico, como no mundo das vibrações. 
Os Trigramas, assim como seus conceitos, se complementam e se equilibram. 
Através da compreensão do padrão poderoso destas associações simbólicas, podemos estabelecer relações de equilíbrio e, principalmente, compreender que a vida não é um apanhado desordenado de informações e situações e sim, um todo que pode ser equilibrado e unificado através de forças que se complementam no mundo sutil e invisível das energias.
Exercitar este conhecimento e experimentar seus benefícios, 
pode trazer mudanças significativas em seu dia a dia.





ORIGENS

Primeiramente devemos entender suas origens: A Escola do Chapéu Negro, que utiliza o Ba-guá em sua maneira simplificada, como conhecemos, tem sua base na região do Tibet e no budismo tibetano. Mescla os ensinamentos da filosofia budista e taoísta, do tantra indiano, das escolas chinesas originais e dos conceitos da magia natural. Adaptada ao mundo e à maneira de funcionar do homem contemporâneo, tornou-se mais conhecida no ocidente através de Lin Yun, mestre que emigrou para os Estados Unidos e desenvolveu uma maneira simplificada de aplicação do Baguá sobre a planta baixa da residência.
No Ba-guá (Ba = oito, guá = lado – pronuncia-se pá-kuá em mandarim, língua oficial chinesa), podemos ver a representação dos oito Guás associados com trigramas do I Ching, com elementos da natureza e com as cores correspondentes.
Desta maneira, temos as oito áreas importantes da vida do homem moderno: Trabalho, Espiritualidade, Família, Prosperidade, Sucesso, Relacionamentos, Criatividade, Amigos e, ao centro, o resultado do equilíbrio entre todas estas áreas: a Saúde.
O Ba-guá simboliza o ciclo natural da vida moderna baseado nos valores das sociedades ocidentais. É um arquétipo da constituição do mundo, de tudo o que está sobre a terra e cerca o homem. Independentemente da forma com que é usado nas escolas do Feng Shui, sua essência é a mesma e leva ao autoconhecimento.
Cada um de nós terá sua maneira própria de interpretar o Ba-guá e de se identificar com o Guá do início do ciclo. Faço aqui um convite à reflexão. Através do conceito de cada Guá, procure estabelecer seu próprio caminho e fazer um exercício importante no entendimento de seus significados. E entenda, que o que nos parece oposto, para o Feng Shui é complementar.
O Ba-guá deve ser aplicado com o Guá do Trabalho voltado para a porta de entrada.


O Baguá deve ser posicionado como Guá do trabalho voltado para o lado onde fica a porta de entrada.
Aqui dois exemplos com portas deslocadas para entender melhor.



Nesta planta a porta de entrada fica na área dos relacionamentos.
Observe que o Guá do Trabalho está voltado para o lado da planta em que fica a porta de entrada.
Nesta planta a porta de entrada está no centro. Posicione da mesma forma.
neste caso a porta de entrada está no Guá da Saúde.

TRABALHO
O Guá do Trabalho é representado pelo elemento água e pelo trigrama Kan, que simboliza também a água.
O Trabalho, para o Feng Shui simboliza a jornada de nossas vidas onde pela força e persistência, seguimos nosso caminho de evolução e aprendizado. É o trabalho sobre nossa própria essência. A água está representada em suas duas formas:
A água parada, como nos grandes lagos e no mar profundo que representa a densidade, a perseverança, a força de seu próprio volume.
A água corrente como nos rios e cachoeiras, que representa a mobilidade e a ação.
Estas duas forças contidas na representação da água, são a base para mover nossa jornada diária de aprendizado que somada dia a dia, resulta em uma vida inteira de evolução. Oposto ao Guá do Trabalho, está o Guá do Sucesso, nos alertando sempre de que não há brilho sem esforço; de que o sucesso e fama são conseqüência de uma jornada persistente e determinada.

ESPIRITUALIDADE
O Guá da Espiritualidade está associado ao elemento Terra. Seu trigrama correspondente é Kên que representa a montanha.
Para o Feng Shui, a espiritualidade está diretamente ligada ao conhecimento da essência das coisas e da vida; do significado e do conceito de tudo o que nos cerca. A montanha simboliza o ambiente próprio para a reflexão. É um convite ao desenvolvimento mental e espiritual. O conceito deste Guá está ligada aquilo que não se sabe e se deve aprender e entender. Complementar a este Guá, está o Guá dos Relacionamentos para nos lembrar da importância do autoconhecimento no caminho da harmonia e equilíbrio em nossa relações com os que nos cercam.

FAMÍLIA
O Guá da Família, associado ao elemento madeira, traz a energia e a força da natureza que se move para cima como uma árvore em crescimento. O trigrama associado é CHIÊN, ou Trovão,  que simboliza a energia dos mais velhos. A associação diz que como o trovão que vem antes da chuva, nossos ancestrais vieram antes de nós e devem ser respeitados e honrados. O conceito deste Guá remete à proteção e sabedoria dos ancestrais, ao núcleo acolhedor da família como a conhecemos e ao conceito de hierarquia no ambiente de trabalho. Outra maneira de abstrair o conceito do Guá da Família, é refletir sobre sua associação com a primavera, tempo de renovação, de renascimento; quando a natureza mostra toda sua força depois de se retrair no inverno, para explodir em vida e em cores. É como se disséssemos sobre a importância da proteção da família em nossos recomeços. Complementar ao Guá da Família está o Guá da Criatividade que fala das crianças e da prole; nos lembrando da continuidade e da importância de passarmos nosso aprendizado para os que chegam.

PROSPERIDADE
SUN ou Vento, é o trigrama da Prosperidade e o elemento é a madeira. Este Guá está diretamente ligado ao recebimento da boa sorte. O simbolismo do trigrama Vento mostra que é este que espalha as sementes fazendo com que a natureza prospere em vida. Também é o vento que, por ser versátil, é capaz de penetrar e soprar por entre os mais diversos obstáculos. Para o Feng Shui, o conceito de prosperidade é mais amplo e sutil; significa a prosperidade e boa sorte na saúde, nas relações interpessoais, na harmonia. Neste Guá, somos alertados para o poder da sorte. Se formos merecedores, por mais que hajam obstáculos, a prosperidade nos alcançará. O Guá da Prosperidade está em posição complementar ao Guá dos Amigos; o que nos lembra de que quanto mais a tivermos, mais deveremos dividi-la para assim multiplicar seus efeitos.

SUCESSO
O Guá do Sucesso é regido pelo trigrama LI que simboliza o fogo e pelo elemento fogo. Está diretamente ligado à iluminação e ao brilho. Simbolizado pela energia ativa do verão, o sucesso é o Guá onde experimentamos e exercemos a verdadeira iluminação e brilho. Para o Feng Shui, o mais importante é o brilho interior e devemos lembrar sempre que o reconhecimento público e a fama são conseqüências e não causas de nosso sucesso. Diretamente complementar ao Guá do Trabalho, nos lembra de não nos afastarmos de nosso caminho inicial, de nossa jornada de aprendizado, por ser esta, a verdadeira fonte de nosso sucesso.

RELACIONAMENTOS
O trigrama KUN ou Terra e o elemento terra regem o Guá dos Relacionamentos. Nesta representação, vemos a receptividade da própria terra, que recebe a semente e a água, devolvendo em vida e abundância.
Sua energia é feminina e nos lembra para darmos sempre o melhor que temos em nós mesmos na busca de harmonia em nossas relações sejam elas comerciais ou afetivas. O Guá dos Relacionamentos está em posição complementar ao Guá da Espiritualidade para nos fazer lembrar de que precisamos sempre avaliar nossas atitudes e saber que os relacionamentos são resultado do que temos dentro de nós mesmos.

CRIATIVIDADE
O trigrama TUI ou Lago, simboliza o Guá da Criatividade e seu elemento é o metal. Diretamente ligado à renovação e criação, este Guá traz a energia da curiosidade e alegria infantis, por isso, também fala das crianças. Tudo o que criamos e projetamos está diretamente ligado à este Guá. O trigrama Lago, mostra por sua forma sinuosa a capacidade criativa de se adaptar e de se moldar ao terreno ao seu redor. Um lago muda de forma de acordo com a quantidade das chuvas que o alimentam. O elemento metal, também tem esta característica; quando liqüefeito, pode ser moldado da maneira que nossa criatividade conduzir. No Ba-guá, o Guá da Criatividade está em posição complementar ao da Família, nos lembrando sempre de que nossas criações são resultado de tudo o que carregamos de aprendizado, de nossa história e da história daqueles que nos precederam.

AMIGOS
O trigrama CHIEN ou Céu, representa o Guá dos Amigos e seu elemento é  o metal. O Céu nos mostra que os verdadeiros amigos são “presentes de cima” e devem ser recebidos como verdadeiros tesouros. Este é o Guá que nos faz lembrar de que o altruísmo e a filantropia devem fazer parte de nossas vidas. Para o Feng Shui, a filantropia não quer dizer doação de bens ou dinheiro; fala principalmente da doação daquilo de melhor que temos em nós mesmos sem que se espere nada em troca. No Ba-guá, o Guá dos Amidos está em posição complementar ao Guá da Prosperidade para nos lembrar de que quanto mais doarmos  nosso melhor, mais prósperos seremos.

TAI CHI
O centro do Ba-guá simboliza a unidade, o equilíbrio do todo. O Tai Chi tem aspectos unificados dos oito Guás do Ba-guá. É desta unidade que nasce o verdadeiro equilíbrio. Para o Feng Shui, esta área está diretamente ligada à saúde, pois saúde é antes de mais nada o equilíbrio e harmonia de todos os aspectos de nossas vidas. Representado pelo símbolo que contém as duas energias que regem o universo; a masculina e a feminina em sua verdadeira essência e em equilíbrio, o Tai Chi pode ser considerado como o resultado  ou como o ponto de partida. Nele estão contidos o tudo e o nada, a ação e a reação, o motivo e a conseqüência.

Depois deste convite à reflexão, quando aplicar o Ba-guá em seu ambiente ou residência, leve em consideração os valores maiores contidos neste arquétipo e projete seus objetivos de maneira mais profunda e abrangente. Este, sem dúvida será um exercício de autoconhecimento e iluminará seus objetivos.

QUE OBJETOS UTILIZAR EM CADA GUÁ?

Seguem algumas sugestões tradicionais.

O centro do Baguá
Representado pelo símbolo TAI CHI com as energias Yin e Yang
O yin representa a força feminina (passiva e escura); o yang representa a força masculina (movimentada e clara) . As duas forças unidas são o equilíbrio do Universo.
O centro do BA GUA representa a área da saúde. Está ligado ao elemento terra, evidencia o equilíbrio, a estabilidade e a persistência. Sua cor é o amarelo.

ÁREA DO TRABALHO
O elemento desta área é a água que vence todos os obstáculos. Associado ao esforço e à persistência.
Sua estação é o inverno e suas formas são onduladas.
Utilize:
Fontes, cascatas e piscinas
Superfícies reflexivas
Formas assimétricas (orgânicas)
Cores: preto, azul marinho e cinza

ÁREA DA ESPIRITUALIDADE
Esta área está relacionada a meditação, tranqüilidade e conhecimento
Este também é o local da casa indicado para fazer referências aos seus símbolos de fé.
Seu elemento é a Terra
Representa sinceridade,  fé, segurança, estabilidade e solidez.
Utilize:
Tijolos e telhas
Utensílios de cerâmica
Objetos de arte feitos de barro
Objetos de fé
Formas: quadrada ou retilínea
Cores: azul, verde, violeta e preto

ÁREA DA FAMÍLIA
Este área está relacionada ao crescimento da natureza, ao nascimento e multiplicação.
Seu elemento é a madeira.
Área  ideal para colocar objetos e relíquias de família.
Utilize:
Móveis e acessórios de madeira
Pisos  e forros em madeira
Plantas e flores dentro e fora de casa
Quadros que retratem paisagens
Tramas naturais como algodão
Formas cilíndricas como as das árvores
Cores: verde, azul e violeta

ÁREA DA PROSPERIDADE
Esta  área está ligada à sorte e ao movimento

Utilize:

Móveis e acessórios de madeira
Objetos que tenham movimento
Formas cilíndricas
Cores: púrpura , azul e vermelho

ÁREA DO SUCESSO
Esta é a área associada ao brilho, à claridade e à beleza.
Também está ligada à fama e à auto realização tanto material quanto espiritual.
Seu elemento é o fogo.
Representa razão, motivação, alegria e prazer.
Utilize:
Lã, peles ou couro
Formas: triangulares como as das chamas.
Cores: vermelho e suas variações


ÁREA DOS RELACIONAMENTOS
Esta é a área ligada às relações de afeto, amor e  proteção.
Seu elemento é a terra.
Utilize:
Objetos em par
Utensílios de cerâmica
Objetos de arte feitos de barro
Formas: quadrada ou retilínea
Cor: branco, rosa e vermelho

ÁREA DA CRIATIVIDADE
Esta é a área da jovialidade, entusiasmo, agilidade e  felicidade.
Seu elemento é o metal.
Representa justiça, o caráter, a verdade e a força moral.
Utilize:
Objetos de metal
Mármores e granitos
Esculturas
Formas: circular e oval
Cor: branca e tons pastel


ÁREA DOS AMIGOS
Esta área simboliza a inteligência, proteção e a fraternidade; está ligada  a viagens e à comunicação. 
Seu elemento  é o metal e suas formas são arredondadas.
Esta é a área que deve refletir a verdadeira essência da amizade
Utilize:
Objetos de família
Fotos e recordações de viagens
Objetos em metal
Cores: cinza e prata



"De forma geral, o Feng Shui tem muito de intuitivo e de observação de nossa história, de nossa rotina diária, dos simbolismos que cercam, cada um à sua maneira, todas as culturas e principalmente, do poder de abstração destes conceitos. Elaborar um projeto de Feng Shui, não é apenas seguir fórmulas prontas e receitas de combinações de cores e formas. Sem rigidez ou imposições, criar um espaço equilibrado, muito tem de bom senso e reflexão. Deve ser elaborado sem medo de errar; basta refletir sobre cada cantinho e sobre o significado de cada espaço, objeto, cor, imagem...
Quando aplica Feng Shui em um ambiente ou residência, nada mais se está fazendo do que refletir sobre cada item palpável selecionado.
O resultado é que o morador acaba por ter uma relação mais íntima com sua moradia.
Cria-se um verdadeiro “ninho” onde o morador se sente bem e para onde sempre quer voltar."
Adriana Scartaris