sexta-feira, 22 de maio de 2015

Ilustradora transforma 14 palavras “intraduzíveis” em belíssimas ilustrações

Por Daniel Froes | 


Não é toda palavra estrangeira que conseguimos traduzir, literalmente, para a nossa língua materna, já que sua estrutura afeta nossos processos cognitivos e a maneira como a gente raciocina e articula as ideias. Já pensou em traduzir a palavra “cafuné” para o inglês? Impossível, a não ser que você desenhe o significado da palavra…
Foi o que fez a artista britânica Maria Tiurina na série chamada “Palavras Intraduzíveis” (Untranslatable Words). São 14 ilustrações de palavras de diferentes idiomas, incluindo a palavra cafuné. É pra inglês ver!
Cafuné, do Português brasileiro: O ato de ternura dos dedos correndo pelos cabelos de alguém.
O ato de ternura dos dedos correndo pelos cabelos de alguém.
Gufra, do Árabe: Quantidade de água que você pode segurar nas mãos.
Quantidade de água que você pode segurar nas mãos.
Schlimazl, do Ídiche: Uma pessoa com azar crônico.
Uma pessoa com azar crônico.
Duende, do Espanhol: O misterioso poder que uma obra de arte tem e que toca as pessoas profundamente.
O misterioso poder que uma obra de arte tem e que toca as pessoas profundamente.
Tingo, do Pascuense: O ato de pegar todos os objetos que você gosta do seu amigo, gradualmente, pedindo emprestado.
O ato de pegar todos os objetos que você gosta do seu amigo, gradualmente, pedindo emprestado.
Kyoikumama, do Japonês: Uma mãe que fica em cima do filho para que ele tenha um bom desempenho acadêmico.
Uma mãe que fica em cima do filho para que ele tenha um desempenho acadêmico.
Torschlusspanik, do Alemão: Medo de que diminua as possibilidades conforme a idade passa.
Medo de que diminua as possibilidades conforme a idade passa
Palegg, do Norueguês: Qualquer coisa que você pode colocar em uma fatia de pão.
Qualquer coisa que você pode colocar em uma fatia de pão.
Age-Otori, do Japonês: Quando você fica pior do que estava antes de cortar o cabelo.
Quando você fica pior do que estava antes de cortar o cabelo.
Luftmensch, do Ídiche: Refere-se a alguém que é sonhador. Significa literalmente: pessoa aérea.
Refere-se à alguém que é sonhadora. Significa literalmente: pessoa aérea.
Baku-Shan, do Japonês: Uma garota que é bonita desde que você só a veja de costas.
Uma garota que é bonita desde que você só a veja de costas.
Schadenfreude, do Alemão: Aquela sensação de prazer ao ver a desgraça alheia.
Aquela sensação de prazer ao ver a desgraça alheia.
Tretar, do Sueco: É o segundo refil, ou melhor, a terceira vez que você repete.
É o segundo refil, ou melhor, a terceira vez que você repete.
L’appel Duvide, do Francês: “A chamada do vazio” seria a tradução literal, mas tem sua melhor descrição seria sobre o instinto de pular do alto de prédios.